to learn

A MUSICA NA CAPOEIRA

  1. a bateria de Capoeira
  2. toques de berimbau
  3. toques de atabaque
  4. toques de pandeiro
  5. cantos de capoeira
  6. outros cantos

A BATERIA DE CAPOEIRA
A parte musical faz da capoeira uma luta única e especial. Ela dita o ritmo e a intensidade do jogo. Os instrumentos, liderados pelo berimbau gunga e acompanhados pelas palmas determinam o estilo do jogo e sua velocidade. O canto dá o tom da roda, pode tornar o jogo mais agressivo ou mais amistoso de acordo com o conteúdo cantado.
A bateria de capoeira no grupo ABADA CAPOEIRA é formada por três berimbaus (gunga, médio e viola), um pandeiro e um atabaque. O berimbau gunga, com o som mais grave, comanda a roda. Pela tradição o gunga dá início e fim à roda, é o maestro e a autoridade do ritual da capoeira. Antes de jogarem, dois capoeristas se abaixam ao “pé do berimbau” e esperam a autorização daquele que toca o gunga para que comecem o jogo. O berimbau gunga também determina o toque a ser seguido pelos demais berimbaus e sua velocidade.
Geralmente ele é tocado por um capoeirista antigo ou um mestre. O berimbau médio marca o ritmo e faz algumas viradas enquanto o “viola”, com o som agudo, faz essencialmente viradas. O atabaque e o pandeiro apenas marcam o ritmo.
Há diferentes formas de organização da bateria de capoeira. Alguns grupos incluem o agogô e o reco-reco na roda, outros, usam diferentes toques para cada berimbau. Na academia de mestre Bimba a roda era composta de um berimbau acompanhado de dois pandeiros. Nas rodas de angola muitas vezes os capoeiristas tocam os instrumentos sentados em um banco. Os diferentes grupos de capoeira não obedecem à regras únicas sobre a formação e disposição dos instrumentos até por que elas não existem. Até as palmas podem ser diferentes de grupo para grupo; alguns, como o grupo ABADA CAPOEIRA, utilizam as “palmas de Bimba” outros utilizam as “palmas de samba de roda”.
Chama-se “roda seca” a roda sem instrumentos, palmas e canto. A origem do nome provavelmente veio associada à “missa seca”. No período das grandes navegações, o Vaticano proibia a comunhão dentro de embarcações, já que ela só era permitida em terra firme. Logo realizava-se a “missa seca”. Nesse sentido, a roda seca é a roda realizada sem uma parte importante do ritual da capoeira.
No grupo ABADA CAPOEIRA, como mostrado na foto, os instrumentos se dispõem da esquerda pra direita; pandeiro, berimbau viola, berimbau médio, berimbau gunga e o atabaque. Os toques usados na roda são; “angola”, “benguela”, “são bento grande”, “são bento de bimba” e “iuna”.

TOQUES DE BERIMBAU
Angola
Toque lento usado no jogo de Angola. O tipo de jogo é manhoso e lento onde o capoeirista demonstra equilíbrio, força e expressão corporal.
São Bento Grande de Angola
Toque que embala o jogo rápido. Os golpes altos e rápidos são características do jogo. As rasteiras e bandas também são comuns.
Benguela
Toque cadenciado que acompanha um jogo técnico e estudado, com movimentos em cima e embaixo.
Iuna
Toque sem canto que Mestre Bimba usava para formar seus alunos. É também usado na morte de um capoeirista como toque fúnebre. Imita o canto do pássaro Iuna. O jogo de Iuna é apenas para capoeiristas graduados ou formados e se caracteriza pelos floreios e acrobacias.
Cavalaria
Toque criado com o objetivo de avisar aos capoeiristas a chegada da polícia. Esse toque imita o trote dos cavalos, já que na época a polícia andava montada.
Santa Maria
Depois de abolida a escravidão, a capoeira passou a ser praticada por malandros e era comum a presença de navalhas nas rodas. O objetivo deste toque era avisar a quem estivesse jogando que um deles tinha a intenção de usar a navalha.
Samba de Roda
Toque usado na roda de samba. Geralmente em dias festivos após a roda de capoeira.

TOQUES DE ATABAQUE
Regional
Toque que acompanha o jogo da capoeira. Varia sua velocidade conforme o toque de berimbau.
Maculelê
Toque que comanda a roda de maculelê.
O maculelê é uma dança com grimas ou facões com forte expressão corporal, realizada ao som do atabaque.
Samba de Roda
Toque usado na roda de samba. Geralmente em dias festivos após a roda de capoeira.
Puxada de Rede
Toque que acompanha a puxada de rede (teatro folclórico em homenagem aos pescadores).
Barra Vento
Usado nas rodas de maculelê como variação do toque tradicional.

TOQUES DE PANDEIRO
Regional 1
Toque que acompanha o jogo da capoeira. Varia sua velocidade conforme o toque de berimbau.
Regional 2
Toque que acompanha o jogo da capoeira. Varia sua velocidade conforme o toque de berimbau.
Samba de Roda
Toque usado na roda de samba. Geralmente em dias festivos após a roda de capoeira.

CANTOS DE CAPOEIRA
O canto na roda de capoeira é sempre puxado por uma pessoa e respondido pelos outros. Há quatro tipos de cantos:
Corrido
Onde o coro vem logo em seguida da estrofe.
Quadra
Onde o coro vem depois de quatro tempos.
Chula
Uma história cantada em que o coro entra no fim.
Ladainha
Usada somente no jogo de Angola. É uma história cantada, porém mais lenta que as chulas e os corridos.

OTROS CANTOS
O maculelê, o samba de roda e a puxada de rede são outros rituais folclóricos praticados pelos capoeiristas. Assim como na roda de capoeira, o
canto é sempre puxado por uma pessoa e respondido pelas demais.
Maculelê
Samba de Roda
Puxada de Rede