A

Canticos (Corridos / chulas / quadras )

Abalou capoeira, abalou 
Abalou capoeira, abalou
Abalou, deixa abalar
Abalou capoeira, abalou
Oi, quem quiser moça bonita
Abalou capoeira, abalou
Oi, vá na Ilha de Maré
Abalou capoeira, abalou
Oi, de uma mão quebro bolacha
Abalou capoeira, abalou
Oi, com a outra bebo café
Abalou capoeira, abalou
Ô, em casamento eu não falei
Abalou capoeira, abalou
Oi, mas fica quando Deus quiser
Abalou capoeira, abalou
Oi, cada cavalo uma mula
Abalou capoeira, abalou
Oi, da donzela Teodora
Abalou capoeira, abalou
Oi, quem não pode com mandinga
Abalou capoeira, abalou
Oi, não carrega patuá
Abalou capoeira, abalou
Mas se abalou, deixa abalar
Abalou capoeira, abalou
Oi, se abalou, deixa cair
Abalou capoeira, abalou
Oi, abalou, deixa abalar.
Abalou capoeira, abalou

Abalou capoeira, abalou.
Abalou capoeira abalou,
o abalou vem abalar.
Abalou capoeira, abalou.
E abalou vem abalar.
Abalou capoeira, abalou.
E abalou vai abalar.
Abalou capoeira, abalou.
E agradeço a Deus do céu.
Abalou capoeira, abalou.
A balou deixa abalar.
Abalou capoeira, abalou.

A benguela chamou pra jogar
A benguela chamou pra jogar
A benguela chamou pra jogar, capoeira
A benguela chamou pra jogar
A benguela chamou pra jogar , capoeira
Tudo começou assim hoje eu tenho que lembrar
que Maria Martinha do Bonfim, Luís Cândido Machado
eram os pais de Mestre Bimba Manoel dos Reis Machado
a benguela chamou pra jogar
a benguela chamou pra jogar , capoeira
A benguela chamou pra jogar
A benguela chamou pra jogar , capoeira
foi em que esse facto aconteceu
em de novembro Mestre Bimba nasceu
a benguela chamou pra jogar
a benguela chamou pra jogar , capoeira
A benguela chamou pra jogar
A benguela chamou pra jogar , capoeira
Bimba assim dizia tocando seu berimbau
sentado num velho banco
ensinado a regional
a benguela chamou pra jogar
a benguela chamou pra jogar , capoeira
A benguela chamou pra jogar
A benguela chamou pra jogar , capoeira
no dia de formatura era obrigatório jogar
do são bento grande ao toque de iuna
a benguela não podia sujar
a benguela chamou pra jogar
a benguela chamou pra jogar, capoeira
A benguela chamou pra jogar
A benguela chamou pra jogar , capoeira
foi no ano de que a tristeza aconteceu
na cidade de Goiâna
Mestre Bimba morreu
a benguela chamou pra jogar
a benguela chamou pra jogar, capoeira
A benguela chamou pra jogar
A benguela chamou pra jogar , capoeira

A benguela tá boa
A benguela tá boa – 2x
eu quero jogar
A benguela tá boa – 2x
eu vou vadiar
A benguela tá boa – 2x
eu quero jogar
A benguela tá boa – 2x
eu vou vadiar
Se não conhece Benguela
eu vou te contar agora
é uma província Africana
de uma país que chama Angola
A benguela tá boa – 2x
eu quero jogar
A benguela tá boa – 2x
eu vou vadiar
Pra jogar benguela
tem que ser mandingueiro
vou desenvolvendo o jogo
preservando o companheiro
A benguela tá boa – 2x
eu quero jogar
A benguela tá boa – 2x
eu vou vadiar
no jogo da capoeira
o berimbau é quem comanda
se quer conhecer Angola
então viaja pra Luanda
A benguela tá boa – 2x
eu quero jogar
A benguela tá boa – 2x
eu vou vadiar
Vai mostrando sentimento
que o seu coração chora
ou na manha desse jogo
gunga, médio e viola

A canoa virou, marinheiro
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem dinheiro
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem segrêdo
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem malícia
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem capoeira
A canoa virou, marinheiro
Mas se virou, deixa virar
A canoa virou, marinheiro
Oi está lá, no fundo do mar
A canoa virou, marinheiro

A capoeira me ensinou o quê é a vida
A capoeira me ensinou o quê é a vida
e você menina me ensinou o quê é amar
Na roda de Capoeira
Ao som do Berimbau tocando
Essa morena entrou na roda
Joguei com ela e fez meu corpo arrepiar
Não podia imaginar
Me apaixonei por essa morena
que foi se em bora
Para nunca mais voltar
A capoeira me ensinou o quê é a vida
e você menina me ensinou o quê é amar
Chora Capoeira chora
Adeus morena você foi se em bora
Saudade fica e eu lamento
E me arrependo mas não vou te perdoar
O Berimbau tocou e Pandeiro respondeu
E o Atabaque bateu para confirmar
A capoeira me ensinou o quê é a vida
e você menina me ensinou o quê é amar

Adão, Adão
Adão, Adão
Oi cadê Salomé, Adão?
Oi cadê Salomé, Adão?
Salomé foi passear
Adão, Adão
Cadê Salomé?
Adão
Cadê Salomé?
Adão
(Salomé) Foi pra Ilha de Maré
Adão, Adão
Mas cadê Salomé?
Adão
Mas cadê Salomé?
Adão
(Salomé) Saiu foi passear
Adão, Adão
Oi cadê Salomé?
Adão
Oi cadê Salomé?
Adão
Salomé foi mandingar
Adão, Adão.

Adeus (Boa Viagem)
Adeus
Boa viagem
Adeus, adeus
Boa viagem
Eu vou
Boa viagem
Eu vou, eu vou
Boa viagem
Eu vou-me embora
Boa viagem
Eu vou agora
Boa viagem
Eu vou com Deus
Boa viagem
E com Nossa Senhora
Boa viagem
Chegou a hora
Boa viagem
Adeus.
Boa viagem

Ai ai ai ai
E ai, ai, ai, ai,
o São Bento me chama.
Ai, ai, ai, ai,
São Bento me quer.
Ai, ai, ai, ai,
Pra jogar capoeira
Ai, ai, ai, ai,
E me joga no chão
Ai, ai, ai, ai,
E apanha a cengonha,
Ai, ai, ai, ai,
E se joga no chão.

Ai ai ai ai
(Oi) São Bento me chama
Côro: Ai ai ai ai
São Bento chamou
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me leva
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me pega
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me prende
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me quer
Côro: Ai ai ai ai
Mas me quer, mas me quer
Côro: Ai ai ai ai
Senhor São Bento
Côro: Ai ai ai ai
Meu sinhô me chamou
Côro: Ai ai ai ai
São Bento está chamando
Côro: Ai ai ai ai
Meu sinhô está chamando
Côro: Ai ai ai ai.

Ai ai ai ai
Ai ai ai ai
São bento me chama
Ai ai ai ai
São bento me quer
Ai ai ai ai
Pra jogar capoeira
Ai ai ai ai
Conforme a razao

Ai ai ai ai
Ai ai ai ai
São bento me chama
Ai ai ai ai
São bento chamou
Ai ai ai ai
Olha a cobra lhe morte
Ai ai ai ai
Olha a cobra mordeu
Ai ai ai ai
Ai ai ai ai ai
Ai ai ai ai
Ai ai ai ai ai

Ai ai ai ai doutor
Ai ai ai ai doutor
General foi pro mar, eu também vou
Ai ai ai ai doutor
Na onda do mar eu também vou
Ai ai ai ai doutor
Velejando no mar eu também vou
Ai ai ai ai doutor

Ai ai ai ai, doutor
Ai ai ai ai, doutor
Velejando no mar eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
Navegando no mar eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
General foi pro mar, eu também vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
Nas ondas do mar eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
A jogar capoeira eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor.

Aí, ai, ai, ai, Doutor
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Velejando no mar eu vou, eu vou
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Navegando no mar eu vou eu vou,
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Berimbau tá tocando,
E a roda formando,
Eu sou capoeira,
Me chama que eu vou
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Velejando no mar eu vou, eu vou
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Navegando no mar eu vou eu vou,

Ai, ai, aidê
ai, ai, aidê, aidê, aidê, aidê.
Ai, ai, aidê.
aidê, aidê, aidê
Ai, ai, aidê.
aidê, cadê você.
Ai, ai, aidê.
Joga bonito que eu quero aprender.

Ai ai, aidê
Ai ai, aidê
(Olha) Joga bonito que eu quero ver
Côro: Ai ai, aidê
(Oia) Jogo uma coisa que eu quero aprender
Côro: Ai ai, aidê
Aidê, aidê, aidê, aidê
Côro: Ai ai, aidê
Joga menino que eu quero aprender
Côro: Ai ai, aidê
Joga pra mim que eu jogo pra você
Côro: Ai ai, aidê
Ô era eu, era você
Côro: Ai ai, aidê
Joga bonito que o bom é você
Côro: Ai ai, aidê
Joga certinho pra mim aprender
Côro: Ai ai, aidê
Joga pra lá que eu não quero apanhar
Côro: Ai ai, aidê
Jogar capoeira é bonito pra ver
Côro: Ai ai, aidê
Capoeira é malícia, é mandinga, é prazer
Côro: Ai ai, aidê
Como vai, como passou, como vai vosmecê?
Côro: Ai ai, aidê
Eu venci a batalha de Camugerê
Côro: Ai ai, aidê
Ô era eu, era meu mano
Côro: Ai ai, aidê
Aidê aidê, cadê você
Côro: Ai ai, aidê.

Ai que saudade do calor do meu sertão
Ai que saudade do calor do meu sertão
Onde o sol brilha mais forte queimando meu coração
Ai que saudade do calor do meu sertão
Onde o sol brilha mais forte queimando meu coração
O canto do boiadeiro faz a boiada chorar
O canto do capoeira faz a gente arrepiar
Na roda de capoeira e sob o clarão do luar
Ai que saudade do calor do meu sertão
Onde o sol brilha mais forte queimando meu coração
Ai que saudade do calor do meu sertão
Onde o sol brilha mais forte queimando meu coração
As moças da minha terra usam vestida de chita
No cabelo um cocó laçado por uma fita
se arrumando e se perfumando para poder ir na missa
Ai que saudade do calor do meu sertão
Onde o sol brilha mais forte queimando meu coração
Ai que saudade do calor do meu sertão
Onde o sol brilha mais forte queimando meu coração
Se a saudade queimar o peito como Sol queima o sertão
Um dia eu sei que volto pra alegrar meu coração
Tocando berimbau e cantando essa canção
Ai que saudade do calor do meu sertão
Onde o sol brilha mais forte queimando meu coração
Ai que saudade do calor do meu sertão
Onde o sol brilha mais forte queimando meu coração

Ajuda eu berimbau
Coro: Ajuda eu berimbau
Ajuda eu a cantar
Ajuda eu berimbau
Ajuda eu a cantar
Preto velho
no tempo do cativeiro
Trabalhava o dia inteiro
Na senzala madrugà
Numa maneira
De domingo no terreiro
Capoeira e sua danca Ocultà
Negro africano
Que è de sangue nosso irmão
Em terras brasileiras
Criou a Capoeira
Pra sua libertação
E na provincia
Quisera la acabà
Plantou muito broto de cana
Planto e mando brotà
Coro: Ajuda eu berimbau
Ajuda eu a cantar
Ajuda eu berimbau
Ajuda eu a cantar

ALÔ MARIA
Vou ligar pra você (coro)
Alo, alo Maria (coro)
Vou dizer que te amo (coro)
No final do ano (coro)
Eu vou pra Bahia (coro)
E Maria, capoeira eu não largo não
Já tentei mas meu coração
Não vive sem ela não
Tinha que perder a visão
E nunca escutar então
A voz do lamento
Ver um jogo de São Bento
Explode meu coração
Vou ligar pra você (coro)
Alo, alo Maria (coro)
Vou dizer que te amo (coro)
No final do ano (coro)
Eu vou pra Bahia (coro)
Capoeira angola, regional, samba de roda e maculele
Isso tá no meu sangue
Tá perto de mim
Só falta você
Vou ligar pra você,
Alo, alo Maria (coro)
Dizer que te amo (coro)
No final do ano (coro)
Eu vou pra Bahia

A Manteiga Derramou (corrido)
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
E a manteiga não é minha
E a manteiga é de ioiô
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
E a manteiga não é minha
E a manteiga é de ioiô
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga é de ioiô
Caiu na água e se molhou
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga é do patrão
Caiu no chão e derramou
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga não é minha
É pra filha de ioiô.

ANGOLA Ê
Angola ê-e-e, angola á-a-a
Meu berimbau tá me chamando pra jogar.
Angola ê-e-e, angola á-a-a (coro)
Meu berimbau tá me chamando pra jogar.

A Onda Rolou na Praia
A onda rolou na praia
e voltou correndo ao mar
A onda rolou na praia
e voltou correndo ao mar
Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar
Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar
Meia-lua cortou o vento
Rasteira foi lá buscar
Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar
Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar
Segura seu moço
Deixa o corpo balançar
no toque do berimbau
Capoeira vai ter que rolar
na cadência do atabaque
Quero ver nego pular
Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar
Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

A Palha do Coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Lá na praia tem coqueiro
Quem plantou foi lemanjá
Se o coco tiver maduro
O vento vai derrubar
Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Coco maduro
tomara que você caia
Mais não quebre a sapucaia
quando o vento balançar
Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Na praia de Amaralina
Na sombra do coqueiral
Tem roda de capoeira
No toque do berimbau
Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro

Apanha laranja menino
Apanha laranja menino
Apanha laranja do chão
Defende o seu reino sózinho
Com a forca do seu coração
Apanha laranja menino
Apanha laranja do chão
Defende o seu reino sózinho
Com a forca do seu coração
Procurei meu amigo
Não veio
Sera que é meu amigo
Eu não sei
Me pediu amizidade
Eu dei
Me deixou na saudade
Outra vez
Quem faz uma faz duas
Faz tres
Ouem faz quatro faz cinco
Faz seis
Apanha laranja menino
Apanha laranja do chão
Defende o seu reino sózinho
Com a forca do seu coração
Apanha laranja menino
Apanha laranja do chão
Defende o seu reino sózinho
Com a forca do seu coração

Areia do mar, areia do mar (benguela)
Areia do mar, areia do mar
o que você tem, para me contar
Areia do mar, areia do mar
o que você tem, para me contar
Onda que quebra na praia,
quebrava no casco do navio,
navio que trouxe de Angola
o negro para o Brasil
Areia do mar, areia do mar
o que você tem, para me contar
Vagando sobre o mar,
chegava o tumbeiro,
trazendo negros de batalha
de espirito guerreiro
Areia do mar, areia do mar
o que você tem, para me contar
Me conta de Pastinha
e de Bimba por favor
seu Pastinha na Marinha
Mestre Bimba estivador
Areia do mar, areia do mar
o que você tem, para me contar
Areia que leva e traz
história de algibeira
vou visitar o Pero Vaz
aprender a história da capoeira
Areia do mar, areia do mar
o que você tem, para me contar
Dia dois de Fevereiro
Bahia me chamou
lavagem do Bonfim
cidade de Salvador
Areia do mar, areia do mar
o que você tem, para me contar
Areia do mar, areia do mar
o que você tem, para me contar

Apanha a laranja no chão, tico tico
Apanha a laranja no chão, tico tico
Se meu amor foi embora eu não fico
Apanha a laranja no chão, tico tico
Meu abada é de renda, e de fita
Apanha a laranja no chão, tico tico
Não se apanha com a mão, se apanha com bico
Apanha a laranja no chão, tico tico

Aruanda ê
Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda
Aruanda ê camará
Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda
Aruanda ê camará
Vem de dentro do peito
Essa chama que acende
Meu corpo inteiro não pode parar
Eu sou mandingueiro de lá da Bahia
Axé capoeira salve Abadá
Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda

Aruanda ê camará
Oxalá que me guie
Por todo caminho
Não deixe na roda a fé me faltar
Sou vento que sopra eu sou capoeira
A luta de um povo prá se libertar
Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda
Aruanda ê camará

Avisa meu mano
Avisa meu mano
Avisa meu mano
Avisa meu mano
Capoeira mandou lhe chamar
Avisa meu mano
Avisa meu mano

Ave Maria meu Deus
Ave Maria meu Deus, nunca vi casa nova cair
Nunca vi casa nova cair, nunca vi casa nova cair
Ave Maria meu Deus, nunca vi casa nova cair
Nunca vi casa nova cair, quero ver casa nova cair
Ave Maria meu Deus, nunca vi casa nova cair
Nunca vi casa nova cair, nunca vi casa nova cair